segunda-feira, 21 de setembro de 2009

XVII Congresso Brasileiro de Poesia de Bento Gonçalves

Entre 05 e 10 de Outubro a cidade de Bento Gonçalves, no Estado do Rio Grande do Sul, estará em festa. Trata-se do XVII Congresso Brasileiro de Poesia, durante o qual serão lançadas três antologias oficiais do evento, ambas com a minha participação. Para quem gosta o evento será um prato cheio e para quem não conhece os novos nomes da poesia nacional, vale à pena conferir... Deixo um pouco do que poderão encontrar de mim nas antologias...



Rasgo de tecido velho é pano O círculo se abre e fecha Cascas nas mãos do caos Os limites nos cercam Na premissa diminuta Ao som do mais volante A espreita do continuun Transe mais obsoleto e frêmito Os círculos se abrem e fecham Na incerteza dos instantes Desmesura dos romances Cutículas destiladas e débitos Pagados e devidos a quantuum Do dia que nasce em solMorrendo de lua nova Em míngua de cócegas vãs Bulbos a nos cercear omissos Dos mitos mais fúnebres Cistos indeléveis e frágeis No dia em que o sol desperta E não convida ao brilho Da luz que luza o dia findo Na conjectura do minimalismo Convidando-nos a dançar eternos

2 comentários:

a gata por um fio disse...

ciclos..este seu ciclo promete...

gostei dessa prosa poética, algo indecifrável, buscando significados medievais...

bjaum

Pepe disse...

Adoro o teu blog!

Este é o meu >> http://artmusicblog.blogspot.com/

Segue-me!